logo do facebook icone do youtube

Desfiles


TEMA DO DESFILE DA DEUTSCHES FEST 2017: HERANÇA CULTURAL

        A colonização alemã em nosso país contribuiu de forma positiva para o processo de diversificação da agricultura, da urbanização e industrialização, além de ter influenciado a arquitetura das cidades. Os imigrantes alemães trouxeram para o Brasil a religião protestante e a arquitetura germânica. Introduziu em nosso país o cultivo do trigo e a criação de suínos.

        A vida cultural dos imigrantes alemães teve forte importância na formação cultural brasileira. Os hábitos alimentares. Encenações teatrais, corais de igrejas e bandas de música, são apenas algumas das manifestações culturais que ganharam destaque em nosso país. Os alemães se adaptaram ao Brasil sem deixar de lado a sua própria cultura, pois conservaram o seu estilo de vida, integrando a ele traços da cultura brasileira.

        Na gastronomia, os alemães adoram carne suína. A carne de porco é a mais popular do país e serve de base para diversos pratos típicos da culinária alemã. Além desta carne, as batatas e as salsichas também são muito consumidas nos país. O povo alemão também é um dos maiores consumidores de pães do mundo. No país, é possível encontrar cerca de 1.200 tipos de pães.

        Em muitas cidades do Sul do País em especial do interior, os costumes alemães ainda são mantidos. A linguagem, a agricultura, a gastronomia, as festas. Muitas famílias cultivam traços fortes da cultura alemã. São pessoas de vida simples, que acordam cedo, muito cedo, para lidar no campo, cuidar das terras e levar de geração a geração os costumes que não devem jamais serem esquecidos.

        A Alemanha se destaca também em relação a cerveja, sendo o 5º maior produtor de cerveja do mundo, com 9,5 bilhões de litros por ano e o 3º maior consumidor de cerveja per capita do mundo, com 107 (cento e sete) litros de cerveja de média por habitante por ano. Destaca-se, também, A Lei da pureza alemã de 1516 (REINHEITSGEBOT). Esta lei, que foi promulgada em 23 de Abril de 1516 pelo Duque Wilhelm IV (Guilherme IV) da Baviera, basicamente regulamentava que a cerveja somente poderia conter três ingredientes: malte, lúpulo e água.